Chapter 2012 – Act 01, Page 01

Acordo e demoro a abrir os olhos, apenas escuto o barulho do tempo passando desapercebido na fria manhã de domingo. Sinto um leve arrepio na espinha ao descobrir que estou só na cama, viro aos lados e nada vejo, porém sei que não estou sozinho nessa fria manhã do 1º dia do ano, tenha essa sensação confirmada assim que escuto o barulho das águas do chuveiro caindo suavemente sobre o corpo quente que por lá se encontra.

Hoje estabeleço uma meta, irei registrar todos meus dias deste ano. Começo abrindo um novo capítulo no meu velho livro, e o intitulo de Capítulo 2012, e meus meses serão longos Atos, e os dias serão as páginas que um dia ficarão surradas, mas cheias de histórias e significados. Mais um longo ano se passa, e aqui serão marcados todos meus anseios e devaneios.

Temos muitas promessas para este ano, mas nem todas são verídicas ou se concretizam. Os maias nos disseram que o fim do mundo será no próximo Solstício de Verão, então temos um longo ano pela frente, e sinceramente espero que nossos Outonos e Invernos sejam frios e úmidos, nossas colheitas sejam repletas, nossos campos floridos por toda a Primavera, e que o Sol mostre seu real poder durante o Verão.

Que neste ano ortodoxo, os nossos Deuses mostrem teus poderes e ministrem tuas terras. Não quero guerras, nem conflitos, mas se forem necessários, que homens de bens não morram, e que ninguém tenha que chorar seus mortos pela perda e sim alegrar-se por eles terem partido para junto dos Deuses.

E que venham as energias de 2012 numa vibração cristal para que os novos avatares possam transformá-las em diamantes. Este ano será de muitas mudanças, isso ninguém pode negar, e sinceramente espero que essas mudanças possam ser contadas aos futuros após diamante, para que com os erros anteriores possam aprender e ensinar.

Novos caminhos se abrem, novas oportunidades surgem, mas o que definirá você serão os rumos que tomar e os atos que cometer. Vá e viva a experiência de novas oportunidades e aventuras, não tenha medo de tentar, de correr o perigo, de fracassar; tenha medo de terminar tudo sem ter começado nada, e de ter vivido em uma redoma sem saber o gosto do medo, da sorte e do amor.

Hoje vivo como creio que se deve viver, correndo o risco de tentar e não conseguir, de seguir em frente sem olhar para trás e crescer sem medo de viver!!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s