Chapter 2012 – Act 01, Page 13

Minha pele arde sob o Sol quente desta linda manhã de Verão. Tento me esquivar de seus raios, mas ele domina meu ser com tanta facilidade que não me sobram forças para lutar. Meus passos ecoam na rua movimentada, variando com os sons de movimentos velozes e lentos, e então tudo flui em total sinergia.

Minha boca pede líquidos, mas meu estômago anseia por algo que não seja água, eis que resolvo fazer um ‘strawberry tea’. No âmago deste maravilhoso momento, meu ser entra em total nostalgia, e é levado para um estado de transe, no qual se lembra de alguns momentos passados, como aquele que estava sentado numa sala de cortesã, com vestido rendado e cheio de camadas e cabelos vitorianos. Antes que pense, sim, meu chá era realmente de morangos, e não de cogumelos.

Olhando o tempo, percebo que nem tudo se movimenta na mesma velocidade que meus pensamentos, muitas e muitas vezes minha mente anseia por dizer algo, mas meu corpo não acompanha o ímpeto de minha mente e manda apenas parte de uma mensagem. Por mais que pareçam nunca estarem agindo juntos, um possível erro de um, mostra-se apenas parte de uma compreensão diferenciada que o outro queria ter feito. É simples explicar, minha mente é algo separado do meu corpo, porém agem em harmonia na maior parte do tempo, mas por horas tem suas desavenças comuns.

Quem não possui um complexo antagônico em si, não sabe o que estou dizendo e, talvez, me chamaria de louco ao ver-me passar rápido por entre o vácuo que teus olhos iram projetar. Não sou comum, porém não sou tão adverso. Sou uma fagulha de fogo que um dia irá subir aos ceus como uma centelha de vida. Talvez um dia eu possa lhe contar o que realmente se passa em minha mente insone, mas para isso, você não mais poderá permanecer à luz do consentimento daqueles que se intitulam sábios e religiosamente corretos.

No dia em que tudo se unir, e o fogo fundir-se à terra, talvez compreenderá minhas palavras. Não quero lhe assustar, mas não posso simplesmente fugir, e fingir que nada está acontecendo. Novamente tudo está mudando, e voltará a ser o que era, temo que os diamantes não possam completar vossas missões, sei que o tempo de re-estruturação está se aproximando, e felizes aqueles que não temem o desconhecido.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s