Chapter 2012 – Act 01, Page 30

Acordo de sobressalto, e reparo que já estou atrasado para ir para a agência. Meu dia começa lento e sonolento, a vida gira devagar em torno de seu eixo principal, e nada parece se mover nesta cálida manhã. Meu ser movimenta-se lentamente, ainda zonzo de sono e com uma dor pontiaguda em minha mente, mas ainda assim lúcido dos meus atos.

O dia se mostra tênue nesta segunda-feira estranha, sinto realmente a força do Verão correndo em minhas veias, mostrando-me a realizade utópica que posso viver por alguns instantes. E como seria a vida sem a fuga da realidade dura e árdua, como seria se eu não abdicasse minhas verdades e certezas, como seria se nada fosse. A vida é mais que um simples conto de fadas, e sou mais que um mero espectador desse espetáculo vil e mesquinho, sou mais que um marionete viva, mais que um palhaço figurante, mais que um vilão polido, sou e o grande heroi desta tragicomédia tórpida, o heroi de uma ruína amarga, um heroi esquecido.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s