Chapter 2012 – Act 06, Page 14

Devaneios – 2012.06.14

Escrever é algo tão sutil que, às vezes, não sinto que estou escrevendo. É como se as palavras fossem surgindo em minha mente e se perpetuando através dos meus dedos, as frases se condensam e meus ouvidos se enchem de vozes que tentam dizer muitas coisas, mas que eu ainda não consigo ouvir com clareza. É como se o silêncio falasse mais do que devesse, é como se as cores se tingissem de tons cinza e morressem por dentro, mas ainda fortes e vibrantes por fora, é como se o mundo não mais existisse, mas ao mesmo tempo seria tão real quanto essas palavras.

Creio que talvez eu possa estar louco ou, no fundo eu saiba que são apenas os ancestrais querendo dizer algo, um recado ou ensinar alguma coisa. Talvez possa ser realmente minha mente devaneando sobre a sinergia constante que há entre luzes e sombras, nos ecos do mundo escuro onde a luz se perde e não brilha, mas apenas se torna algo que não podemos tocar. Será que deve ter alguma ligação estar na luz ou na sombra com os conceitos de uma sociedade marcada por discórdia e guerras? Sei que quando na luz ando, meus olhos se enchem do brilho inebriante da luz, cegando o olhar e não podendo ver nada que esteja fora dela; quando caminho solitário pelas trevas, meus olhos se transformam como os de um felino, posso ver e enxergar tudo que há nas sombras e, principalmente, tudo que há na luz. Coloque-me na dúvida de que, os seres de luz são totalmente prepotentes de achar que não precisam saber o que há nas trevas, pois nunca serão ‘atacados’, e os seres das trevas sentem tanto medo do que a luz pode fazer quando por ela passarem.

Estranha ligação que há entre Luzes e Sombras, sei que a luz projeta a sombra, e a sombra define a luz, porém não consigo ainda compreender quantos e quais são os segredos que há entre tais conceitos. As palavras se vão soltas e perdidas, como se não houvessem mais sentido na frase, ela se desfazem tristes pelo ar rarefeito do meu peito cansado, é impossível manter as portas abertas para fechá-las depois.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s