Chapter 2013 – Act 05, Page 30

Já é tarde e tudo está quieto, cada coisa posta em seu lugar, exceto por uma mãozinha pequena que afaga delicadamente meu rosto e me chama por titio Mamá. Não há nada melhor no mundo do que ser acordado pela Giulinha, bem, pelo menos hoje em dia ela não dá mais tapas no meu rosto para me acordar.

Tarde em família, comigo na cozinha preparando tacos e burritos, sim sou apaixonado por comida mexicana e chocolate, e ele entrou na sobremesa. Conversa vai e conversa vem, as horas passam como segundos e voam como águias veloses e famintas.

E está decidido, aos 45 do segundo tempo, vou a um bar no Itaim com o Gerardo, Simon e o André. Noite intensa e maravilhosa, muito gin, muitas margeritas, e inúmeros mojitos. E o mais impressionante, acho que os 12 graus que fizeram na noite, não me deixaram ficar bêbado. E, nada melhor que terminar a noite na Augusta, sair do Itaim e ir até a Augusta somente para comer um salgado no Estadão, não tem preço.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s