Chapter 2013 – Act 06, Page 25

Começo o dia reflexivo, introspectivo, vou pra agência pensado em algo que não me recordo. Acordo, é cedo e nada parece diferente, tudo igual, todo quieto, tudo monótono, tudo morto, exceto por mim. Abro os olhos e penso em você, gostaria de tê-lo aqui comigo enquanto escrevo, mas apenas o que tenho nesse momento é a adorável voz da Amy Lee, que me agracia com suas melodias melancólicas e refrões suicidas. Talvez seja ela a responsável por toda essa introspecção, ou talvez seja a lua que brilha alta em sua fase cheia.

Amo sentir o calor do amor crescer em meu seu, estar a par de uma nova conquista e uma nova fase. Sei que não dá para mudar o começo, mas com toda a certeza que me há neste mundo, sei que dá para moldarmos um futuro só nosso, meu e seu meu amor, e porque não o fazê-lo desde já? Quero correr e gritar ao mundo, mas ao mesmo tempo quero ficar aqui, quieto e seguro nos teus braços, sabendo que a chuva que cai lá fora não me molha e nem mesmo os trovões que ecoam em minha mente me assombram.

Por anos vivi na absoluta escuridão, e descobri que o que há na luz é bom e agrada minha vista, saí da torre escura e resolvi caminhar sobre os campos floridos, deixei de lado as amarguras de um passado distante e comecei a escrever uma nova história. Isso tem me feito bem, e não é segredo para ninguém que sai das trevas e não as temo, pois aprendi com todos os ensinamentos da grande mãe que eu também sou o escuro da noite. Viver e sentir que estou vivo, só é superado por amar e sentir que sou amado.

Vivo intensamente cada momento, pois eles são únicos, não tenho medo de tentar e arriscar, há anos perdi meu porto seguro e navego por mares revoltos e tempestuosos, mas tiro bons proveitos dessa fase. Quero contar meus segredos numa carta anônima e queimá-la, para que somente eu e o fogo possamos saber aquilo que se escondia nas mais vis entranhas do meu ser. Imagine só se um dia alguém descobrisse que eu chorei, chorei um choro sentido e com sentimento, chorei por aqueles que não mais lágrimas possuem, devido a fome que os cercam. Chorei e vivi.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s