Chapter 2013 – Act 07, Page 20

Palmas e assovios, e acordo. O que houve contigo, acordo sentindo a eterna sensação de que você foi um grande filho de uma puta, agindo de forma tão cruel e desprezível, e sabe o que mais me revolta, foi ver que eu não pude fazer nada para mudar aquilo que você havia feito, pois eu verdadeiramente não estava ali. O peso na minha consciência se transformou na minha força motora, meu coração pulsava forte e nada podia mais ver, o duplo da visão ainda se fazia presente e senti ódio de ti, perdoe-me, mas senti. Mãos trêmulas, respiração arfada, visão turva, e meus ouvidos não ouviam nada mais, aquele silêncio dentro da minha mente me deixava mais desesperado, e só volto à minha realidade quando o cristal estoura, liberto da amarra consigo me recompor e respirar normalmente, mas ainda assim estou incrédulo.

Enfim, mudemos de assunto e falemos de coisas mais interessantes, como o musical da Diney que fui hoje. Não há nada melhor do que voltar a ser criança, sem medos dos olhares tortos. Sentir a magia e encanto de ser novamente criança e ver de pertinho as personagens que marcaram sua vida e tiveram grande influência na construção ideológica da sua concepção de moral. E ainda comprar uma caneca linda no Mickey Mouse vestido de rei, não tem valor que pague isso (na verdade tem sim, ela me custou R$ 40 reais). E, gira de esquerda hoje no centro, aprendendo mais ainda sobre o reino de Exu e suas lendas, e conhecendo ainda mais meus guias de esquerda, sabendo a linha que eles trabalham e a força que possuem, laroiê exus e pombas gira assentados à esquerda do trona da justiça e da lei maior.

Compreendo que devemos mudar a concepção errônea do mundo que criminaliza esses seres de luz que vivem nas trevas. Como disse, são seres de luz que trabalham nas trevas libertando e ajudando as almas desamparadas à encontrarem a luz e evoluir seu ser, as pessoas tem costume de confundir os espíritos zombeteiros e quiumbas com exus, mas esses espíritos não possuem luz, são seres verdadeiramente de trevas que fazem atrocidades e são caçados pelos exus para que pagem por seus atos. Enfim, não os criminalize, pois são seres de luz trabalhando nas trevas.

A Tumba – H. P. Lovecraft

À luz acinzentada do amanhecer, saí cambaleando da cripta e fechei a corrente da porta atrás de mim. Eu não era mais um jovem, embora apenas vinte e um invernos tivessem enregelado meu corpo. Aldeões madrugadores que observaram minha volta para casa me olharam estranhamente, e ficaram pasmos com os sinais de orgia obscena que viram em alguém cuja vida era conhecida por ser sóbria e solitária. Não apareci diante dos meus pais antes de um sono longo e reconfortante.