Chapter 2013 – Act 08, Page 27

Hoje meu dia já não começa tão bem quanto ontem, logo pela manhã recebo a notícia de que a minha amada tia avó Áurea está internada, pois terá que operar a vesícula às pressas. Imagine, meu mundo desabou sob meus pés e perdi o rumo do horizonte, apesar de estar preparado para notícias tão ruins quanto esta, ainda assim é um baque forte. Minha querida tia, que tanto me ensinou e ainda me ensina, mulher por quem tenho tanto apreço e admiração, ela me ensinou as artimanhas da vida, me ascendeu alguns dons, me deu alguns outros, e foi além, me ensinou muito sobre as plantas e sobre a natureza, ainda me lembro de quando era criança e corria no seu jardim, onde havia inúmeros cogumelos de pedra, todos pintados e cheio de flores em volta, e ali ela me ensinou a ver os duendes e os gnomos que corriam por entre as plantas, se escondendo atrás das árvores e voltando cada um para seu reino, oculto pelo portal dos cogumelos. Com ela aprendi ainda mais sobre a sociedade, de como me manter vivo neste mundo cão e de como não ensandecer nesta civilização descivilizada, viva a sabedoria anciã. Com ela apreciei as mais belas e nobres festas da cidade, desde bailes de máscaras até chá na casa das amadas amigas, com um jogo de cartas no final da tarde. Obrigado tia, por tudo que me ensinou e sei que hoje posso ir além e ser muito melhor do que me ensinastes a ser.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s