Chapter 2013 – Act 10, Page 09

Vida louca, vida breve, vida intensa, simplesmente Vida. Tomo a liberdade de retirar essas palavras de uma canção que muito me agrada, que traduz muitas coisas que eu mesmo não consigo traduzir, mesmo sendo um apaixonado por essa língua “mátria” que me fascina com seus inúmeros sinônimos, adjetivos e todos aqueles substantivos, que torna uma composição frasal numa verdadeira composição química, com todos esses arranjos e tempos, as métricas da trovas e rimas, o incoerências da concordância, os pleonasmos e todos aqueles sons que temos que fazer para diferenciar um verbo de uma preposição. E agora me perguntes, o que tem a ver tudo isso com a vida? Simples, a minha vida está aqui, nas palavras que descrevem essas páginas, agrupadas em atos, presas a esse capítulo, se virão outros ainda não sei, mas 20 capítulos já se passaram, e se eu fosse escrever cada um, passaria ao menos mais 20 capítulos tentando o fazer.

E sabes o que mais me fascina nessa língua tão bela? A eterna possibilidade de criar e sempre ousar.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s