Chapter 2013 – Act 10, Page 25

Queria tanto fazer algo diferente hoje, que tal correr pelado pelas ruas de New York City? Sim, ei de fazer isso em breve, mas primeiramente precisarei de dinheiro para isso, já que não mais disponibilizo da minha antiga vida de boas condições (como diria Silvetty Montilla). Às vezes me sinto muito trash usando referências como Silvetty, mas fazer o quê se ela foi parte da minha construção moral (será mesmo?). Enfim, hoje quero algo diferente, acho que mudarei primeiro a rotina, irei escrever com a mão esquerda, falar bom dia ao invés de boa noite, pedir outra bebida para variar os hábitos, escutar uma música nova, sorrir para quem me olhar com reprovação, usar meu óculos de grau (que já está com a lente amarelada de tanto tempo guardado), enfim, ei de quebrar a rotina e ser feliz.

Sou feito de momentos, bons ou péssimos, mas de momento e ei de vivê-los ao máximo, potencializando assim tudo que há em mim, sem rima cretinas ou tentativas frustradas de querer mostrar o belo que há no estranho, e isso até casa com a minha camiseta de hoje, que diz “Le freak c’est chic”. Não correrei nu pelas ruas de NYC, mas posso fazer isso na minha casa, ou então pelas ruas de São Paulo, talvez pela Haddock Lobo e ainda conseguir uns trocados fazendo um programinha rápido. E quer saber o que penso sobre tudo isso? Não sei se devo realmente dizer, melhor guardar esse segredo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s