Chapter 2013 – Act 10, Page 29

Tenho algo a dizer, ou talvez não tenha nada o que falar. Se parar para analisar, irás perceber que sou apenas mais um garoto que anda por aí tentando chamar a atenção, mostrando que não é tudo aquilo que você imagina, e que ele pode ser bem mais do que você esperava, que não sabe de nada das coisas que interessam os outros garotos, mas que se apaixona momentaneamente por inúmeros assuntos, tem verdades próprias, e acredita em seus ideais. Jura mesmo que via duendes e gnomos quando criança, jura também que por anos via frequentemente pessoas ditas como mortas (sabe aquelas que só você pode ver, e todos te chamam de louco quando dizes que tem mais alguém na sala?), garoto esse que se deixa levar pelos sonhos, mas mantém os olhos bem abertos para a realidade, garoto que vive uma utopia e acha que todas as pessoas que o cercam são boas, infelizmente ele não pode eleger todos que estarão à sua volta sempre. Um único garoto, com a força de milhares, e quando fala sua voz ecoa como se fossem muitos, tem sabedoria antiga e constantemente é tocado para falar alguma coisa que alguém precisa ouvir, garoto esse que já viveu bastante, encontro inúmeras razões para continuar vivendo, razões muito fortes, pois per muitas vezes já tentou recorrer a morte que o rejeitou todas as vezes e fora bem complacente com seus desespero e não o deixou com sequelas, ao menos sequelas físicas. Sabia você que esse garoto encontrou perdido no meio das lembranças esquecidas um portal para um mundo que você desconhece completamente, esse mesmo garoto sabe quando irá chover, quando alguém partirá para o além vida, ou simplesmente se um ser que está se transformando no útero de uma mãe nascerá como menino ou menina, esse mesmo garoto é capaz de compartilhar da sua dor apenas olhando-te nos olhos, ele que conversa pelo olhar e tenta mudar esse mundo ínfimo com suas atitudes nobres. Já chamaram esse garoto de tudo, de louco a estranho, e quase todos que com ele convivem mais de alguns meses sentem um misto de receio e respeito por ele, na verdade o que sentem é a ignorância revestida de respeito, pois temem que um dia ele perca o controle e faça uma tempestade forte, tempestades que por muito tempo ele não soube controlar e muito menos fazer parar, sempre incitou a natureza a despejar seu ímpeto sobre a terra, mas não se lembrava como podia amenizar o ímpeto natural das coisas. Garoto esse que vive como se fosse Peter Pan, correndo livre pelo mundo, sem apego à matéria, e sem apego à vida, esse garoto aprendeu a viver e tirar o máximo proveito de estar vivo, aprendeu que se deve viver para existir, e não apenas viver para sobreviver. Esse garoto quer dizer que você deve se permitir e viver os momentos, pois um dia eles passam e caem no esquecimento da memória, e se você não tiver uma coleção de momentos, será um livro vazio no futuro, e o que tu dirá aos mais novos?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s