Chapter 2014 – Act 02, Page 04

Lembra aquela depressão que sempre bate quando você menos espera? Lembra daquele gosto amargo que só o fel pode proporcionar? Lembra daquele calor que é diferente de tudo que já passamos? Lembra daquele tempo em que corríamos livres pelos campos floridos? Memórias como essas, não compartilhei com mais ninguém, por egoísmo ou por dor, sei que não compartilhei.

De ti guardo os melhores sorrisos, os melhores momentos e todas as passagens, de ti guardo o carinho e o amor, mas acho que agora eles irão verdadeiramente para a caixinha, para dar passagem aos novos momentos, aos novos sorrisos, ao novo amor. Amor esse que irá chegar em breve, ou não tão breve assim, ainda não é o momento.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s