Chapter 2014 – Act 06, Page 01

Nesse exato momento queria estar indo para qualquer lugar, menos para onde vou agora. Andando devagar, com a amnésia ocasionada pela vodka, vou caminhando por entre as pessoas, tentando encontrar meu lugar nessa sociedade. A fome aperta e me golpeia com força, me vejo parado na estação, tonto e desajeitado. Me forço a beber um refrigerante e comer um salgado de péssima qualidade, acho que ele não fará bem ao meu estômago mais tarde.
Em pouco tempo chegarei em casa, mas sabe quando você sente a ausência de uma causa que te move? Pois é, sinto isso quase todos os dias, mas sempre encontro algo que me faz ter sentido naquele dia. É, creio que o meu maior problema é encontrar sentido para mim mesmo no mundo de hoje, onde ninguém mais admira a qualidade de saber as horas apenas olhando para o Sol, ou mesmo saber se vai esfriar ou chover apenas pelo cheiro do vento ou formato e altura das nuvens. Hoje em tudo nenhum dos meus aprendizados são válidos, exceto quando a tecnologia falha, aí meus ensinamentos são pertinentes.
Se eu olhar para fora de mim, verei que vivo verdadeiramente em uma utopia social. Criei meu próprio mundo, meus próprios personagens, minha própria história. Na minha utopia muitos fatos ocorrem, acredite ou não, aqui todos lutamos por um mundo melhor e mais justo. Viu, vivo realmente uma utopia, e só percebo isso quando equiparo a qualidade das pessoas, aqui elas são todas inteligentes e educadas, é verdadeiramente uma utopia. E assim vou vivendo e tentando encontrar meu lugar na sociedade atual.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s