Chapter 2014 – Act 08, Page 05

Mocha com menta é muito amor. Começo essa página no Starbucks do shopping Center 3, pensando na vida e escrevendo. Confesso que sinto falta de ti, aprendi a gostar de ti e sua companhia me faz bem, consegues me passar uma certa segurança meu príncipe. Você poderia também ceder, não poderia? Mas, estou tão cansado dessa mesmice, dessa babaquice, dessa eterna falta do que falar. Quero um amor tranquilo, mas creio que isso não existe, pois acho que ninguém encontrou ainda esse amor. Talvez meus avós, mas eles já aprenderam a fórmula da longevidade, me ensinaram e eu tento fazer tudo durar, e, talvez, esse seja meu erro. Mas enfim, quem sou eu para ir de encontro com o que os deuses planejaram. Minha parte eu fiz, liguei, mandei mensagem, tentei, mas “dois bicudos não se bicam”, então deixarei que tu tenhas iniciativa de me encarar e conversar. Eu tento fazer dar certo, mas para isso, você também tem que querer que dê certo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s