Chapter 2015 – Act 07, Page 22

É sempre bom acordar cedo quando se tem um motivador para isso, até mesmo terei um café da manhã feliz. Sim, estou usando meu maravilhoso copo de Toddy no metrô e consumindo esse licor divino 😍 Só acho meio estranho essas pessoas que correm para entrar no vagão e sentarem num banco, como o cara acabou de fazer para sentar ao meu lado. Acho sacanagem as pessoas não escovarem os dentes quando acordam, ninguém merece isso.

Hoje temos reunião de concorrência, reunião essa que já me desmotivaram ontem avisando que o cliente nunca fecha jobs com a agência, pois tem a sua predileta. Dei uma olhada nos últimos projetos que a agência desenvolveu e me pareciam bem bons, algumas ideias bem legais. Depois dei uma pesquisada no que o cliente fez com outra agência e as coisas não eram tão legais assim. Então, sinto que isso vai dar ruim. Já basta a minha pauta estar lotada, ainda tenho uma concorrência em mãos que demandará pesquisa para desenvolver os dois projetos completamente diferentes. 

Mas, o que importa mesmo é que o almoço hoje será no Nutrisom, o lugar mais amor do mundo para se comer. Sim, estou de dieta, mas posso abrir mão dela por um dia para viver a felicidade plena de comer a melhor salada de batatas e maionese vegan do mundo. Obrigado. De nada. Mas, como a vida é feita de momentos, os próximos eu sei que não serão nada fáceis, pois a pauta na agência está bem complicada.

Sem delongas sobre minha novela com a agência, pois tenho péssimos sentimentos sobre esses projetos, mas vamos tocá-los adiante e fazer com que sejam o máximo.

Sobre o final da tarde? Posso considerar que hoje encontrei um forte pretendente a Príncipe Encantado. Ah, não é segredo que sou um tolo apaixonado que ainda espera encontrar o belo paladino que viverá parte da eternidade ou talvez toda ela ao meu lado. Ah, meu belo guri, se tu soubesses o quanto me fascinas com teus olhos profundos e marcados, essas mãos fortes sobre a mesa, teu sorriso encantador e esse tique nervoso ao decidir teu lanche no cardápio, se soubesses que eu gostaria de parar o tempo para poder apreciar ainda ainda mais tamanha beleza. Ah, se tu soubesses o que se passa em minha mente. Mas, se tu soubesses tudo o que se passa em minha mente, talvez nem estivesse aqui comigo.

Lembro-me de me olhar no espelho da agência e me questionar sobre como falar contigo. Sei lá, tu escalas e eu, ultimamente, levo uma vida sedentária. Seria interessante eu mencionar que já escalei algumas vezes, mas que a minha aptdão para escalada é quase nula. Vivo certos dilemas sobre o que conversar com as pessoas que mal conheço, mas esses dilemas são passageiros, pois eu tiro assunto do cu para conversar. Me vanglorio por essa qualidade. Confesso que estava ansioso antes de encontrá-lo. Confesso que odeio ter que ligar para alguém questionando algo, mas essa é a vida de quem depende do 3G e cobertura de sinal da TIM 😥 Não sei se tu sabes, mas tua voz me inebriou e me deixou arfando por entre os mundos desconexos da estação Consolação.

Tão clássica e efêmera estação Consolação. Já vi tantos encontros e desencontros aqui, casais, amigos, irmãos, famílias inteiras. Já vi tanta coisa nesse mundo que muitas vezes me questiono se relamente as vi ou apenas deixei minha mente mitológica as fantasiar para mim. Quando lhe vi, andando calmo e galante por entre as pessoas, meus olhos dilataram, as mãos suaram, o corpo tremeu. Acho que isso pode ser um sinal. Acho que não sei o que pensei naquele momento. Acho que só desejei lhe abraçar, me pareceu uma excelente ideia naquele momento. Confesso que fiquei sem reação. Confuso. Rapaz, tu me deixastes sem jeito, e isso é algo quase impossível acontecer, ainda mais num primeiro encontro. Sinto o que cantaria Ana Carolina, “quero ter você bem mais que perto”.

Novamente o metrô. Tão normal. Tão ordinário. Reflito sobre teu humor, sorriso, voz, beijo, sinto ainda teu toque. Conseguiu me fazer sentir segurança, num abraço único, num beijo intenso, numa vida inteira, num segundo rápido. Guri, quem és tu? Por favor me digas onde se escondeu todo esse tempo em que te busquei por entre as ramblas dessa cidade cinza. Temos muitos gostos parecidos. Olha que amor, tu também és vegetariano ❤ Amor, certeza que já lhe tenho Eros, e agora Philos preenche meu peito. Posso voltar correndo para a Paulista e lhe abaraçar novamente, ficar em teus braços por horas e horas a fio? Mas, o que será que passa em tua mente? Será que ela é assim tão incógnita quanto a minha? Será que o ‘será’ nos dirá algo. Por hora que lhe ver novamente, lhe conhecer ainda mais, estar contigo por mais tempo. #comofaz?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s